terça-feira, 19 de junho de 2007

Sono

No meio de sonhos acordei
Lembrança passageira de uma noite inteira
desejos de sono infinito
nao quero acordar do vazio do óbvio
a certeza de nao ter ninguem
a incerteza de querer o nao querer
olhar o céu e nao querer
querer o sol e ele nao querer
querer o sonho eterno e a vida não querer
querendo tudo
tudo nao tive
tive o mundo
o mundo girou escorregou.
Ricardo André Bessa

Um comentário:

JACINTA disse...

Que felicidade é poder me deliciar com sua inteligencia e sensibilidade.Faz tempo que so administro problemas e decepções com os que me sao caros. Insisto por dever e por amor,muito mais mais por amor - a responsabilidade o integra. Mas confesso que ando vazia... Vazia de tudo, sentindo frio, solidao. Vazia de sonhos,sentindo concretamente a ausencia do meu melhor pedaço, mas tb precisando de amigos, pois nessas horas sobram poucos e quando peço a Deus um sinal pra prosseguir, pois quero me levantar eis que aparece voce.
Um beijo no seu coração.