segunda-feira, 4 de maio de 2009

CINZAS DO PARAÍSO


Quando uma relação termina, não significa que o amor terminou. Já dizia alguém que passou rápido na minha vida, mas não de maneira insignificante, que amor só traz dor e sofrimento . Sim, dói, machuca, pois amor é amor, mas também traz alegrias, momentos maravilhosos, pequenas pérolas que nos lembraremos pelo resto da vida. Mas quando uma relação termina, vivemos semanas angustiosas, dolorosas, em que derramamos um rio de lágrimas. Depois vem a fase das mágoas, dos ressentimentos. Vivemos uma vida atribulada, mas nos momentos dolorosos, só conseguimos lembrar dos fatos ruins. Ninguém recorda daquele carinho, tão simples, de preparar um chá, de conversar todos os dias, de abraçar, beijar, de contar pequenas coisas do dia-a-dia, que constrói uma relação. Dos cartões guardados no fundo das gavetas. Quando uma relação acaba, parece que teremos que riscar toda uma história para construirmos outra. Quando um namoro finda não significa que o amor terminou. Há várias formas de amor. Amei de diversas formas. Fui incompreendido de diversas maneiras. Fico triste quando somos jogados da vida como mazelas. No fim, só restam cinzas? Cinzas do paraíso.O vento passa e parece que tudo voou para o infinito. Talvez o melhor seja a solidão, que para alguns traz alegria e felicidade. Mas a solidão companheira, a boa amiga. No fim, sobrarão lembranças, muitas lembranças. Carregarei todas as boas. E quanto ao amor, podemos amar uma pessoa mesmo não estando com ela.

Um comentário:

Vivian disse...

Sensacional, tudo o que tenho vivido... Será que é possível mesmo amar para a vida inteira ?

Um beijao
Vivian Rego