sexta-feira, 11 de abril de 2008

HOMEM-BESTA


É incrível como uma tragédia, como a da garota atirada de um prédio muda para pior as pessoas. Aliás, tragédias sempre chamam atenção. Mas há um lado ruim nisso tudo. Hoje, vendo na TV, o momento em que o pai saíu da cadeia com um hábeas corpus, fiquei triste. O carro cercado, algumas muitas pessoas tocando o automóvel e dizendo xingamentos. Ainda não foi denunciado um culpado. Sendo ou não sendo, como o ser humano perde seu tempo, saindo de sua casa, ocupando-se de um problema que não é dele. Desejo que os pais não sejam culpados, para que aquelas pessoas que não tem nada melhor o que fazer na porta das delegacias, fiquem relegadas ao ridículo. E mesmo que a polícia ache os culpados, ninguém tem o direito de dizer nada. Um assasinato é um crime terrível. Mas, como acredito em Deus e em vida antes e depois dessa, sempre penso que ninguém pode atirar a primeira pedra, nem a última.É a besta, diria o apocalipse. É o ser humano-besta. Como sempre alerta minha mãe: "Nunca deixe de rezar antes de sair de casa".